Estados Unidos vencem Gana por 2 a 1 na Arena Dunas

Velhos conhecidos, Estados Unidos e Ganase enfrentaram pela terceira vez seguida em Copas do Mundo. Mas a partida desta segunda-feira (16), na Arena das Dunas, em Natal, teve um desfecho diferente das realizadas nos Mundiais de 2006 e 2010. Derrotado duas vezes por 2 a 1, desta vez foi o time norte-americano que saiu de campo vitorioso, também por 2 a 1, pelo Grupo G, em uma partida emocionante e de bom nível técnico

Com a vitória, os Estados Unidos podem garantir a classificação para a segunda fase se vencerem a abalada seleção de Portugal, no domingo (22), às 19 horas (de Brasília), em Manaus. Já Gana volta a campo no sábado, às 16 horas, em Fortaleza, para pegar a Alemanha.

Jogo

Gana e Estados Unidos entraram em campo abrindo mão de jogadores importantes. No time norte-americano, Landon Donovan sequer entrou na lista final da Copa. Já o técnico Appiah escolheu deixar no banco Kevin Boateng, do Schalke 04, e Michael Essien, do Milan.

Após boa troca de passes, Dempsey dominou cheio de classe, driblou Boye e bateu na saída do goleiro para fazer 1 a 0 aos 30 segundos de partida, no gol mais rápido da Copa. Aos 31 anos, o capitão norte-americano também bateu outro recorde: é o primeiro jogador do seu país a fazer gols em três Copas (marcou um 2006 e outro em 2010).

Gana não reagiu mal ao gol, tanto que logo conseguiu impor a sua proposta de jogo, de movimentação à frente da área. As melhores jogadas saíam pelo lado direito, com Atsu e Opare, mas a defesa norte-americana, firme e forte fisicamente, não deixava que o goleiro Howard ficasse em risco.

O time africano só conseguiu assustar a primeira vez em um chute de Atsu, aos 29 minutos, que passou para fora.

Aos 21 minutos, Altidore sentiu lesão muscular na parte posterior da coxa direita e deixou o gramado demonstrando muita dor, substituído. Depois, no intervalo, o zagueiro Besler, que também indicou lesão no primeiro tempo, precisou sair.

Em Gana, a mudança foi de postura. Percebendo que os Estados Unidos não tinham contra-ataque, os africanos foram se lançando cada vez mais à frente. O time também ficou mais objetivo e passou a mirar o gol. A partir dos 7 minutos, Gana foi tendo uma chance atrás da outra. Atsu mandou por cima, Muntari pela direita e Gyan cabeceou por cima.

Essien e Boateng entraram em campo em um momento em que Gana já abria mão de qualquer rigor tático para atacar, chegando a montar uma linha de quatro atacantes na área, e as oportunidades cessaram. Isso até surgir o talento individual. Gyan recebeu na área e deu de calcanhar para André Ayew, que bateu de três dedos e decretou o empate.

Três minutos depois, aos 40, porém, os Estados Unidos voltaram à frente. Em um dos raros ataques, a equipe conseguiu um escanteio, cobrado na cabeça do zagueiro Brooks, que testou sem chances de defesa para Kwarasey.

 

Rádio Cultura dos Inhamuns Ltda.

Av. Moacir Pereira Gondim 333 || Planalto dos Colibris || Telefones/Fax: (88) 3437 – 1346 e 3437 – 1347

Celular (88) 9719 2020 || E-mail: rcultura@usedata.com.br

Desenvolvido pela Auranet hospedagem de sites