Primeiro caso da febre chikungunya registrada no Ceará

A Secretaria de Saúde do Ceará divulgou nesta quinta-feira a confirmação do primeiro caso de febre chikungunya no Ceará. O paciente do sexo masculino, tem 25 anos, e mora em Pernambuco. Ele viajou em junho para a República Dominicana, retornando ao Brasil em 1º de julho. No mesmo dia viajou de ônibus para Brejo Santo, para visitar familiares.

Segundo a Sesa, no dia seguinte começaram os sintomas da doença, que são semelhantes ao da dengue. Em 3 de junho, o médico que atendeu o paciente suspeitou de chikungunya e determinou o isolamento por dez dias, para evitar a transmissão.

A Sesa informa que realizou todos os procedimentos de investigação epidemiológica e controle vetorial para evitar a disseminação da doença. O paciente já se recuperou e, na quarta-feira (16), retornou para Recife, onde mora.

A febre chikungunya é uma doença causada pelo vírus CHIKV, transmitido pelos mosquitos Aedes aegypti, o mesmo da dengue, e Aedes albopicus. É caracterizada por febre de início súbito e dor articular intensa. A maioria dos pacientes melhora depois de sete a dez dias.

A doença tem transmissão na África, Ásia e, a partir do final de 2013, em países do Caribe. No Brasil há registro somente de casos importados, no total de 20, até o dia 8 de julho.

Rádio Cultura dos Inhamuns Ltda.

Av. Moacir Pereira Gondim 333 || Planalto dos Colibris || Telefones/Fax: (88) 3437 – 1346 e 3437 – 1347

Celular (88) 9719 2020 || E-mail: rcultura@usedata.com.br

Desenvolvido pela Auranet hospedagem de sites