Campanha está morna até no Interior

Passado quase um mês da campanha eleitoral para os cargos de presidente da República, senador, governador, deputado estadual e federal, postulantes do pleito proporcional, principalmente os que tentam reeleição na Assembleia Legislativa, acreditam que a disputa eleitoral ainda não iniciou de fato no Ceará.

Parlamentares ouvidos pelo Diário do Nordeste avaliam que as disputas mais acirradas e interesse do eleitor só deverão ocorrer a partir da primeira ou segunda quinzena de agosto, com início de debates eleitorais e propaganda eleitoral gratuita no rádio e televisão.

Deputados que se reuniram na Assembleia na última sexta-feira aproveitaram o reencontro para discutir os primeiros passos dados rumo à tentativa de reeleição. Enquanto uns davam como certa a reeleição de seus pares, outros mostravam preocupação com o desenrolar das negociações políticas recentes, como saída de parlamentares para apoiar candidaturas adversárias. Nos corredores Casa Legislativa, não há espaço para outro assunto.

Alguns deputados demonstraram apreensão com a corrida eleitoral, pois temem não conseguir uma votação ampla. O deputado Osmar Baquit, líder do PSD na Assembleia, disse que a campanha eleitoral ainda está no “clima de marasmo” até no Interior. Ely Aguiar (PSDC) tem demonstrado preocupação com a falta de apoio, alegando não ter prefeitos ou vereadores do Interior para sustentar sua candidatura.

“Tenho observado que a campanha ainda está acanhada nas ruas. A partir de agosto é que a coisa vai ter um incremento maior”, disse Ely Aguiar. “O nível só caiu nas redes sociais, porque pessoas que deveriam ter uma posição diferente baixaram o nível”, completou.

Apostas

Pelas apostas dos deputados na sexta-feira, o fato de José Sarto (PROS) estar na liderança do Governo pode viabilizá-lo como forte candidato, assim como Lucilvio Girão (SD), que já tem muitos mandatos. Os deputados também têm reclamado do preço das eleições, pois muitos não viabilizaram apoios necessários para conquistar maior densidade eleitoral. Já outros têm mais suporte e mais alianças financeiras para as campanhas. É desta disparidade de poder econômico que alguns reclamam.

“A campanha está bem, apesar de o Governo ter tirado prefeitos e vereadores que me apoiavam. Eu perdi uns, mas recuperei outros”, acusou João Jaime (DEM). “No Interior está igual à Capital. Eu nunca vi uma eleição como essa, tão morna, todo mundo esperando por todo mundo”, ressaltou.

Já o deputado Fernando Hugo (SD) acredita que a realização da Copa do Mundo até a primeira quinzena do mês passado impossibilitou uma maior mobilização entre os eleitores cearenses. “Eu acho que nessa primeira quinzena de agosto a eleição vai se alastrar pelos quatro cantos do Estado e, como essa é uma casa política, os assuntos também serão pautados por aqui”, explicou.

Rádio Cultura dos Inhamuns Ltda.

Av. Moacir Pereira Gondim 333 || Planalto dos Colibris || Telefones/Fax: (88) 3437 – 1346 e 3437 – 1347

Celular (88) 9719 2020 || E-mail: rcultura@usedata.com.br

Desenvolvido pela Auranet hospedagem de sites