Antônio Câmara de volta à cena

Antônio Câmara está “aposentado” da política desde 1994, último ano em que se submeteu ao voto popular atrás de num cargo público. Já antes disso, em 1990, decidira não mais concorrer a vaga de deputado estadual, após cinco mandatos consecutivos e 20 anos na Assembleia Legislativa, onde chegou à presidência e pontificara como um dos líderes mais influentes. O motivo de sua decisão era, principalmente, a decepção.

As Páginas Azuis de amanhã colocam a trajetória de Antônio Câmara em discussão. A conversa de quase duas horas entre ele e o jornalista Guálter George, editor-executivo de Conjuntura, resulta num interessante passeio pela história política cearense, especialmente a fase em que protagonizou duros embates políticos com Tasso Jereissati, em sua primeira gestão como governador.

Câmara faz uma análise dio período, relembra fatos, mostra distanciamento do debate político atual e defende, apesar da vitória de Camilo Santana, que o melhor nome para ser candidato ao governo pelo grupo dos Ferreira Gomes seria o de Domingos Filho, que veio a ser o seu substituto como representante de Tauá.

Bastidores
Hoje com 76 anos, Antônio Câmara lamenta que, segundo sua avaliação, ter dinheiro seja hoje uma condição para alguém se eleger deputado ou qualquer outro cargo representativo.

A entrevista colhe sua avaliação sobre a nova realidade da política e recupera os bastidores de sua agitada gestão como presidente da Assembleia. Um dos mais ricos momentos da história política cearense, exatamente pelos embates com Tasso e por ter sido a época da Constituinte Estadual, que ele também presidiu.

Fonte: O POVO

Rádio Cultura dos Inhamuns Ltda.

Av. Moacir Pereira Gondim 333 || Planalto dos Colibris || Telefones/Fax: (88) 3437 – 1346 e 3437 – 1347

Celular (88) 9719 2020 || E-mail: rcultura@usedata.com.br

Desenvolvido pela Auranet hospedagem de sites