Réus Condenados Após Longo Julgamento

Depois de mais de 12 horas de julgamento,terminou o júri dos réus  acusados de participação na chamada Chacina de São Joaquim.O fato aconteceu no dia 10 de setembro de 2011,na Fazenda São Joaquim,distrito de Marrecas,Tauá.Naquela oportunidade tres homens chegaram a residência e assassinaram tres pessoas,pai e filho que tinham o mesmo nome,Antonio Raimundo Filho e a senhora Maria do Rosário Gomes de Sousa.A jovem Mikaele Ferreira do Nascimento ainda foi baleada,mas sem gravidade.Um dos atiradores,conhecido como Marabá foi encontrado morto nas proximidades horas depois da chacina.Estava previsto o julgamento de tres réus,mas o de Francisco Wellyngton Gomes da Silva,foi adiado,por conta da desistência do advogado de defesa.Ele é acusado de agenciar os atiradores.
Foram julgados os dois acusados de executarem a chacina,Antonio Zaqueel Luso,conhecido como Kiel e Antonio Alves de Sousa,conhecido como Didi.Eles foram defendidos pelos advogados Dr. Epaminondas e Dr. Cordeirinho,que foram nomeados pela justiça.A acusação foi feita pela promotora Drª Valesca Catunda,com o auxilio do promotor Dr. Erik.O júri foi presidido pela titular da 1ª vara da comarca de Tauá,Drª Ana Célia.Após um longo embate entre defesa e acusação foi divulgada a sentença.Os réus foram condenados pela prática dos tres assassinatos e mais uma tentativa,totalizando uma pena de 32 anos e 06 meses para cada um,inicialmente em regime fechado.Os dois já estão presos desde quando aconteceu o fato,sendo que Kiel está na Penitenciária de Juazeiro,a Pirc e Didi cumpre a pena no presidio de Tauá.
Redação Edy Fernandes

 

Rádio Cultura dos Inhamuns Ltda.

Av. Moacir Pereira Gondim 333 || Planalto dos Colibris || Telefones/Fax: (88) 3437 – 1346 e 3437 – 1347

Celular (88) 9719 2020 || E-mail: rcultura@usedata.com.br

Desenvolvido pela Auranet hospedagem de sites