Vereadores de Parambu Não Votaram Orçamento Para 2015

Os 13 vereadores que compõem o parlamento municipal parambuense protagonizaram na manhã desta segunda feira (03), mais um capítulo tenso na disputa pela sucessão da mesa diretora da Camara Municipal. O clima voltou a ficar pesado, os ânimos inflamados e as matérias que deveriam ser votadas na seção ordinária acabaram sendo adiadas mais uma vez.

Por ser a primeira segunda feira do mês, era dia de sessão ordinária dentro do calendário mensal. Os vereadores começaram a chegar logo cedo, de modo que às 9h da manhã, todos já se encontravam na casa. A expectativa do dia era para a aprovação do projeto de lei orçamentária que estima a receita e fixa a despesa do poder executivo municipal para o exercício 2015, projeto este que já havia sido adiado por duas ocasiões, por falta de entendimento entre os vereadores.

Nos bastidores parecia que enfim os parlamentares haviam entrado em acordo para votarem o orçamento com as emendas que haviam sido sugeridas na ultima sessão.

Com um bom numero de pessoas no auditório, com quase todos os vereadores já tomando assento para a sessão começar, um grupo de seis vereadores, entre eles o atual presidente da casa, vereador Wandemberg Costa, se retirou do plenário e se dirigiu à sala da presidência, para uma reunião a portas fechadas com dois secretários municipais.

Após retornarem ao plenário, o presidente do legislativo abriu a sessão, quando fez o comunicado que as matérias que estavam na pauta (orçamento com emendas sugeridas) não seriam votadas naquela ocasião, por falta de consenso entre os vereadores, ficando a votação adiada para a sessão do dia 17 de novembro. O mesmo determinou que a secretaria da câmara providenciasse copias do projeto de lei orçamentária para todos os vereadores. Após fazer o comunicado, o presidente declarou encerrada a sessão e imediatamente se retirou do plenário.

Os vereadores, Huanderson Feitosa, Júlio Freitas, Roberto, Elton Noronha, Zelito, Ronaldo e Neto Lopes, se mostraram revoltados com a atitude do presidente que encerrou a sessão sem colocar as matérias em votação e sem considerar os oradores que estavam escritos para se pronunciarem na tribuna da casa.

Huanderson Feitosa disse que a atitude do presidente de encerrar a sessão foi uma falta de respeito com os vereadores e com o publico presente. O mesmo denunciou a dificuldade que os vereadores tem de terem acesso a documentos e matérias do parlamento.
O grupo dos sete vereadores, ainda foram ao Fórum da Comarca, para solicitar uma audiência com o promotor de justiça e concederam entrevistas às emissoras de rádio local onde expuseram suas versões dos fatos ocorridos nesta manhã na câmara municipal.

Blog do Abraão Barros – Parambu

Rádio Cultura dos Inhamuns Ltda.

Av. Moacir Pereira Gondim 333 || Planalto dos Colibris || Telefones/Fax: (88) 3437 – 1346 e 3437 – 1347

Celular (88) 9719 2020 || E-mail: rcultura@usedata.com.br

Desenvolvido pela Auranet hospedagem de sites