Chuvas seguem dispersas nos municípios cearenses

Fortaleza. Entre as 7 horas da manhã de domingo e 7 horas da manhã de ontem foram registradas chuvas em 61 postos pluviométricos do Estado do Ceará, segundo dados do site da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) atualizados às 14 horas desta segunda-feira.

Neste período, o total de municípios com chuva no Estado foi 50, sendo a maior precipitação registrada em Missão Velha, na região do Cariri (64.4 mm); seguida por Limoeiro do Norte (59.3 mm), na região Jaguaribana; Brejo Santo (47 mm), também Cariri; Baturité (45.8 mm), na região do Maciço de Baturité; e Russas (40.6 mm), também região Jaguaribana.

Previsão

Segundo as informações do site da Funceme, áreas de instabilidade atmosférica devem continuar atuando sobre o setor norte do Nordeste (NE) brasileiro, deixando as regiões cearenses com nebulosidade variável e com possibilidade de chuva na faixa litorânea e no centro-sul do Estado entre a madrugada e manhã. Nas demais regiões cearenses, céu parcialmente nublado ao longo do dia.

Ainda de acordo com a Instituição, as condições atmosféricas deverão ficar favoráveis à ocorrência de precipitações sobre o setor norte do Nordeste (NE) brasileiro. Por isso, o Ceará deverá ficar com nebulosidade variável e com chuvas isoladas no centro-norte do Estado, principalmente nos períodos da madrugada e manhã. No sul do Ceará, há possibilidade de chuvas isoladas.

Análise

Na imagem do satélite METEOSAT-10, às 8h15 de ontem, os meteorologistas da Funceme observaram poucas nuvens sobre o Ceará. A pouca nebulosidade está associada ao posicionamento desfavorável de um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN) – sistema de baixa pressão atmosférica e circulação horária a aproximadamente 12km de altura -, sobre o Nordeste brasileiro, padrão observado nos últimos dias, responsável pela redução das chuvas no Estado.

Quadra chuvosa

O último prognóstico da Funceme, divulgado em 20 de fevereiro, revelou que as chances de que chova abaixo da média nos três últimos meses da quadra chuvosa são de 50%, enquanto as probabilidades para as categorias em torno da média e acima da média são 35% e 15%, respectivamente. “É bom ressaltarmos que se trata de um período diferente do que se referia a previsão climática anterior. De toda forma, permanece sendo um quadro preocupante e o governo do Estado continuará investindo nas ações de convivência com a estiagem”, explicou o presidente, Eduardo Sávio Martins.

Rádio Cultura dos Inhamuns Ltda.

Av. Moacir Pereira Gondim 333 || Planalto dos Colibris || Telefones/Fax: (88) 3437 – 1346 e 3437 – 1347

Celular (88) 9719 2020 || E-mail: rcultura@usedata.com.br

Desenvolvido pela Auranet hospedagem de sites