Chega a 12 o número de óbitos por dengue no CE

Com uma variação de 7.393 notificações para 12.249 em apenas um mês – de março para abril – deste ano, o Ceará aparece como o estado brasileiro com o segundo maior aumento do número de casos de dengue nesse período, de acordo com o boletim do Ministério da Saúde divulgado ontem, que revela, ainda, a confirmação de 12 óbitos pela doença em 2015.

> Desafio na atenção primária é atingir 70%

O Estado ficou abaixo apenas de Minas Gerais, que teve um aumento de quase 11 mil casos notificados. Em relação aos óbitos, ficou atrás somente de São Paulo, com 207 mortes, e Goiás, com 20. O crescimento de notificações vai na contramão do que foi observado nacionalmente: uma redução de 27% das ocorrências de dengue no Brasil. No total, 13 estados apresentaram redução na comparação dos meses de março e abril.

Conforme os dados do último boletim epidemiológico da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), das notificações de 2015, foram confirmadas 9.878 em 22 diferentes Coordenadorias Regionais de Saúde (Cres), em 126 municípios cearenses, o equivalente a 73% do total.

Os municípios de Alcântaras, Aquiraz, Arneiroz, Barbalha, Catarina, Coreaú, Eusébio, Hidrolândia, Horizonte, Ipu, Jardim, Jucás, Mucambo, Ocara, Piquet Carneiro, Pires Ferreira, Porteiras, São Gonçalo do Amarante, Trairi e Varjota destacam-se por apresentar incidência acima de 300 casos para cada 100 mil habitantes.

A capital cearense, por sua vez, concentra isoladamente a maior parte dos registros de dengue com sinais de alarme, 59,3% e dengue grave, 52%, entre todas as cidades do Estado. De acordo com o boletim, a maior incidência acontece nos bairros da Secretaria Executiva Regional (SER) VI, com 2.047 ocorrências confirmadas até o último dia 16 de maio.

Nélio Moraes, gerente da Célula de Vigilância Ambiental em Riscos Biológicos da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), ressalta que o número de ocorrências na Regional VI é preocupante, assim como a elevação dos casos na Regional II. “Do fim da última semana para cá, aumentou significativamente o número de casos nos bairros São João do Tauape, Joaquim Távora e Luciano Cavalcante, acarretando uma maior procura pelas unidades de saúde”, explica.

Ação

Em virtude disso, ele anuncia, para a próxima sexta-feira (29), um mutirão com todos os 1.100 agentes de endemias das Regionais, no Joaquim Távora e São João do Tauape. O objetivo é que, em apenas um dia, sejam realizados serviços que normalmente levariam dois meses para serem executados. “Vamos fazer visitas, identificar criadouros, aplicar o fumacê, além de mobilizarmos 150 educadores da saúde para conversar com os moradores do bairro. Todo esse trabalho não terá resultado se a população não ajudar”.

Até o dia 9 de maio, foram registrados 846 mil casos de dengue em todo o Brasil, um avanço de 155% em comparação com o mesmo período do ano anterior. Já foram confirmados, também, 290 óbitos em decorrência da doença. O Ministério da Saúde assinala, no entanto, que o número de casos cresce em ritmo menor do que nos últimos meses.

Renato Bezerra
Repórter

 

Rádio Cultura dos Inhamuns Ltda.

Av. Moacir Pereira Gondim 333 || Planalto dos Colibris || Telefones/Fax: (88) 3437 – 1346 e 3437 – 1347

Celular (88) 9719 2020 || E-mail: rcultura@usedata.com.br

Desenvolvido pela Auranet hospedagem de sites