Ceará tem aumento de 122% em casos confirmados de dengue; mortes pela doença diminuem

Mais recente boletim epidemiológico da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) mostra que apesar de o número de mortes por dengue ter diminuído em relação ao mesmo período do ano passado, o número de casos confirmados saltou 122%. Já são 5.853 confirmações de dengue no Ceará. No ano passado, até junho, o número era 2.634.

Segundo a supervisora do Núcleo de Vigilância Epidemiológica da Sesa, Sarah Mendes, a volta da circulação do sorotipo DENV2 da dengue pode ser uma das causas do aumento dos casos. “Não é a forma mais grave de dengue, é um tipo que não circulava no Estado há muito tempo e por isso as pessoas não estavam imunizadas para este tipo, o que pode vir a agravar os casos”, comenta.

Mesmo com o salto nos casos, Sarah Mendes afirma que o “cenário não é preocupante”. “A dengue voltou a circular no Estado, acompanhando o cenário nacional, mas considerando a série histórica da doença no Ceará, onde já tivemos sete grandes epidemias, este número [5.853], é baixo”, pondera.

Conforme Sarah, o aumento do número de casos não é observado em todo o território cearense. Segundo o relatório, Palhano, Pereiro, Ererê, Jati e Russas, no Interior, são municípios que ultrapassaram mil casos por 100 mil habitantes entre notificações e confirmações.

Controle

Segundo o boletim epidemiológico, neste primeiro semestre, até junho, 5 pessoas morreram em decorrência da dengue. No mesmo período do ano passado, 11 haviam morrido, configurando uma redução de 54%. “O número de óbitos reduziu mais de 50%, e isso mostra que as pessoas estão procurando assistência e combatendo o mosquito”, afirma Sarah Mendes.

DN

Rádio Cultura dos Inhamuns Ltda.

Av. Moacir Pereira Gondim 333 || Planalto dos Colibris || Telefones/Fax: (88) 3437 – 1346 e 3437 – 1347

Celular (88) 9719 2020 || E-mail: rcultura@usedata.com.br

Desenvolvido pela Auranet hospedagem de sites