Fase 1 da reabertura começa na Capital; 150 mil empregos são liberados

Nesta segunda-feira (8), a primeira fase do Plano de Retomada Responsável das Atividades Econômicas e Comportamentais do Governo do Estado do Ceará passa a ser implementada. Com o avanço, o mercado estadual passa a contar com 150 mil empregos reativados durante a crise causada pelo novo coronavírus, além de ter mais cadeias econômicas liberadas a operar durante a pandemia. Nessa nova etapa, comércios de rua e de shoppings reabrem e se juntam às cadeias da construção civil, saúde e alguns segmentos da indústria.

Apesar da liberação, o Governo do Estado impôs a aplicação dos protocolos de segurança para evitar o avanço da Covid-19 no Estado e condições rígidas de funcionamento. Entre as medidas a serem aplicadas, estão os limites de 40% do efetivo, de horário e de circulação de público, por exemplo. Os shoppings na Capital terão que limitar a 30% da capacidade normal o número de pessoas circulando nos empreendimentos.

Além disso, os shoppings estarão limitados a funcionar entre 12h e 20h, mas não poderão abrir as praças de alimentação, cinemas ou teatros. Outro ponto importante é a obrigatoriedade do uso de máscaras em todas as áreas de circulação dos empreendimentos. Os shoppings também terão de fornecer espaços de higieni-zação aos clientes, com a disponibilização de álcool em gel, por exemplo. Uma equipe de limpeza também terá que fazer o controle sanitário dos espaços de forma regular para diminuir o risco de contaminação pelo novo coronavírus.

Serviços de contabilidade, auditoria e advocacia também passam a integrar a lista de segmentos liberados a operar, contanto que as empresas limitem a circulação de até três funcionários por escritório. Outro segmento a voltar a operar é o dos cartórios, que poderão atender pessoas de forma presencial caso haja agendamento prévio. Contudo, estarão liberados apenas os serviços de notas, registro de imóveis, registro de títulos e documentos e pessoas jurídicas.

Outros segmentos, que já estavam funcionando desde a fase de transição do plano de retomada receberão um acréscimo na força de trabalho dobrar o efetivo, passando de 20% para 40% do efetivo presencial. Entre eles estão os setores de construção civil (limitado a 100 operários por obra), e as indústria de calçados, têxtil e de confecções.

A lista de setores liberados na primeira fase do plano de retomada também conta com setores da indústria, serviços e comércio: indústria de químicos inorgânicos, plástico, borracha, solventes, celulose e papel; artigos de couros e calçados; fabricação de ferramentas, máquinas, tubos de aço, usinagem, tornearia e solda e comércio atacadista; saneamento e reciclagem; cadeia de energia elétrica; indústria têxtil e comércio de roupas e construção civil.

São incluídos nesta fase ainda os segmentos de comércios de livros e revistas; de artigos de escritório, serviços de manutenção; artigos do lar; de flores, plantas e couros; cadeia moveleira; tecnologia da informação; comércio de bicicletas; cadeia automotiva (indústria, comércio e serviços); comércio de saneantes, doces, brechós, papelarias e caixões; comércio de higiene e cosméticos; e fabricação e comércio de aparelhos esportivos, instrumentos e brinquedos.

Teste definitivo

Prevista para durar 14 dias pelo Governo do Estado, a primeira fase da reabertura da economia cearense será uma etapa decisiva para que o plano de retomada continue a avançar para as próximas fases, segundo avaliou o secretário de Desenvolvimento Econômico e Trabalho do Governo do Estado, Maia Júnior. Isso porque, segundo ele, pelo volume de empregos liberados a atuar novamente de forma presencial, essa fase poderá definir a situação do Estado durante a pandemia.

DN

Rádio Cultura dos Inhamuns Ltda.

Av. Moacir Pereira Gondim 333 || Planalto dos Colibris || Telefones/Fax: (88) 3437 – 1346 e 3437 – 1347

Celular (88) 9719 2020 || E-mail: rcultura@usedata.com.br

Desenvolvido pela Auranet hospedagem de sites