Jovens de 20 a 29 anos têm a maior alta na incidência de Covid-19 no Ceará

No Ceará, a velocidade de contaminação pela Covid-19, de modo geral, está reduzindo. Mas o vírus segue se propagando e, de junho a agosto, os jovens de 20 a 29 anos são proporcionalmente o grupo etário (divisão de 10 em 10 anos) que mais registrou alta na contaminação.

Em 1º de junho – data da reabertura gradual das atividades econômicas no Estado – do total de contaminados, 14,61% eram deste grupo etário. No dia 15 de agosto, essa proporção subiu para 16,97% do total. Em números absolutos, até o dia 15 de agosto, 201.772 pessoas foram contaminadas, sendo 34.246 com idade entre 20 a 29 anos. Atualmente, já são mais de 205 mil casos da doença.

Este é o maior crescimento proporcional neste intervalo de tempo. O acréscimo de novos casos, fez com que no Ceará, pessoas que têm entre 20 e 29 anos sejam o terceiro grupo de maior incidência da doença no Estado. Pessoas com 30 a 39 anos, seguidas por aquelas com 40 a 49 anos, ainda são as mais contaminadas. No começo de junho, os jovens eram o quarto grupo etário mais infectado.

30 a 39 anos40 a 49 anos50 a 59 anos20 a 29 anos60 a 69 anos70 a 79 anos10 a 19 anos80 ou maisNão registrado0 a 9 anos15 de março1º de junho15 de agosto0510152025

15 de agosto
● Não registrado: 1,11

Os dados constam na plataforma virtual Integrasus da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa). Outros dois grupos etários que também tiveram crescimento proporcional no Estado foram os de 10 a 19 anos e de crianças de 0 a 9 anos. Ainda assim, este dois grupos não estão entre os que mais têm casos da doença. Todos os demais grupos tiveram queda em termos proporcionais dentro do conjunto total de casos.

Conforme alerta das autoridades, a alta na contaminação dos jovens representa um perigo para os próprios indivíduos desta faixa etária, mas também preocupa porque pode repercutir na infecção de pessoas mais velhas e mais vulneráveis.

Por isso, profissionais da saúde alertam: apesar de as evidências indicarem que as contaminações em jovens são menos severas, esta população, assim como as de outras faixas etárias, não pode relaxar nas medidas de segurança neste momento em que o Ceará, de modo geral, tem alcançado um certo controle da propagação.

O aumento não tem explicação definitiva e pode ser resultado de diversos fatores, como: os jovens estarem mais expostos em decorrência da idade ativa para o mercado de trabalho, terem reduzido os cuidados sanitários devido à percepção menos drástica sobre os efeitos da pandemia e também serem a população mais numerosa do Estado.

G1

Rádio Cultura dos Inhamuns Ltda.

Av. Moacir Pereira Gondim 333 || Planalto dos Colibris || Telefones/Fax: (88) 3437 – 1346 e 3437 – 1347

Celular (88) 9719 2020 || E-mail: rcultura@usedata.com.br

Desenvolvido pela Auranet hospedagem de sites