Morre, aos 82 anos, Pedro Bandeira, mestre da cultura cearense e ‘príncipe dos poetas populares’

A arte cearense perde a letra e voz do poeta Pedro Bandeira. Mestre da Cultura, ele tinha 82 anos e faleceu nesta segunda-feira (24), em sua residência localizada na cidade de Juazeiro do Norte. O cantador nasceu no Sítio Riacho da Boa Vista, em São José de Piranhas (PB), mas se notabilizou no rádio na região do Cariri.

 “Príncipe dos Poetas Populares do Nordeste” era Filho de Tobias Pereira de Caldas e da poetisa Maria Bandeira de França. Pedro Bandeira era neto materno do famoso cantador nordestino, Manuel Galdino Bandeira. Aos 6 anos de idade já escrevia versos. Aos 17 tornou-se cantador profissional. Formou-se em Letras, Teologia e Direito.

A Prefeitura Municipal de Juazeiro do Norte decretou luto oficial de três dias e hasteamento das bandeiras a meio mastro, pelo falecimento do poeta, cordelista, repentista, advogado, teólogo, filósofo e cantador de viola.

A trajetória na radiofonia começou na Rádio Educadora, no Crato, quando começou a cantar em 1955. Comandou o programa de rádio “Viola e violeiros”, considerado um dos mais ouvidos do Nordeste. Pedro Bandeira ajudou padre João Câncio e Luiz Gonzaga (1912-1989) a criar a Missa do Vaqueiro em Serrita (PE) em 1970.

Reconhecimento

No ano de 2018, o poeta recebeu o título de Tesouro Vivo da Cultura pela Secretaria da Cultura do Ceará (Secult-CE). Em 2019 foi condecorado com a Comenda Patativa do Assaré, honraria concedida a personalidades, artistas, poetas, cantadores e pesquisadores que se destacam por suas relevantes contribuições à Cultura Popular Tradicional.

Destacou-se também na Literatura de Cordel, com mais de 100 obras publicadas e ilustradas pelos principais xilógrafos cearenses. Assinou 14 livros, entre eles o clássico “O Sertão e a Viola”

“Pedro Bandeira não era só o Príncipe dos Poetas Populares do Nordeste. Ele era um grande arquiteto da literatura popular e da cantoria. Nessa matéria, foi professor e maestro. Seus versos são da grandeza dos grandes poetas clássicos da língua portuguesa”, destacou em nota o secretário da Cultura do Estado do Ceará, Fabiano Piúba.

DN

Rádio Cultura dos Inhamuns Ltda.

Av. Moacir Pereira Gondim 333 || Planalto dos Colibris || Telefones/Fax: (88) 3437 – 1346 e 3437 – 1347

Celular (88) 9719 2020 || E-mail: rcultura@usedata.com.br

Desenvolvido pela Auranet hospedagem de sites