Governo federal libera R$ 65,9 milhões após pipeiros denunciarem suspensão do repasse

O governo federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), autorizou a liberação de R$ 65,9 milhões para a Operação Carro-Pipa em todo o semiárido. O recurso é repassado para o Exército Brasileiro, que é responsável pela execução do serviço e descentralização da verba. Pipeiros haviam denunciado, logo no primeiro dia do ano, a suspensão temporária dos serviços por falta de recursos da União, após terem acesso a uma notificação do 40º Batalhão de Infantaria (40º BI), sediado em Crateús, responsável pela operação. A suspensão foi negada pelo MDR e pelo Exército, em notas enviadas ao O

Em contato com a reportagem, o diretor geral do Sindicato dos Pipeiros do Estado do Ceará (Sinpece), Eduardo Aragão, relatou a situação de instabilidade. “Fomos surpreendidos na sexta-feira (1º de janeiro) com a nota do quartel falando que a Operação-Pipa não começaria agora no início do ano por falta de recursos”. Segundo Aragão, o quartel alegou falta de repasse de recursos oriundos do MDR e anunciou a redução da operação em até 50%.

A nota em questão teria sido emitida pelo 40º BI, divulgada no site do Batalhão – por onde o Sinpece diz que teve ciência. A entidade repassou cópia do documento ao O POVO. É datado de 29 de dezembro último. Um trecho diz: “a distribuição de água no 1º Ciclo de Abastecimento da Operação Carro-Pipa de 2021 iniciará somente após esta organização militar executora (OME) receber os recursos financeiros necessários para o pagamento dos prestadores de serviço”.

Documento em que pipeiros dizem ter tomado conhecimento da suspensão do serviço por falta de verba federal para operação pipa

OPOVO

Rádio Cultura dos Inhamuns Ltda.

Av. Moacir Pereira Gondim 333 || Planalto dos Colibris || Telefones/Fax: (88) 3437 – 1346 e 3437 – 1347

Celular (88) 9719 2020 || E-mail: rcultura@usedata.com.br

Desenvolvido pela Auranet hospedagem de sites