Ministério da Saúde atualiza e inclui novas categorias nos grupos prioritários da vacinação

O Ministério da Saúde atualizou o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19. Com data de 20 de janeiro, o novo documento traz o número previsto de pessoas nos grupos prioritários: 77,2 milhões. A primeira versão detalhava as três primeiras fases da vacinação e a previsão era de vacinar 49,6 milhões de pessoas.

Entretanto, nesta segunda versão o plano, o governo detalha apenas como será a primeira etapa de vacinação:

  • Serão 2,8 milhões de pessoas que receberão duas doses da CoronaVac (6 milhões de doses disponíveis). Estão neste grupo: trabalhadores da saúde na linha de frente contra a Covid-19; pessoas idosas (mais de 60 anos) residentes em instituições de longa permanência (institucionalizadas); pessoas a partir de 18 anos de idade com deficiência em Residências Inclusivas (institucionalizadas); população indígena vivendo em terras indígenas.
  • Depois, preferencialmente, de acordo com a disponibilidade da vacina, novos grupos serão incluídos: equipes de vacinação que estiverem envolvidas na etapa das primeiras 6 milhões de doses; trabalhadores das Instituições de Longa Permanência de Idosos e de Residências Inclusivas (Serviço de Acolhimento Institucional em Residência Inclusiva para jovens e adultos com deficiência); trabalhadores dos serviços de saúde públicos e privados, tanto da urgência quanto da atenção básica, envolvidos diretamente na atenção/referência para os casos suspeitos e confirmados da Covid-19; outros trabalhadores de saúde.

Nesta atual versão do plano, o ministério detalha apenas a primeira etapa de vacinação. No documento anterior, o governo apresentava 3 fases e quais os grupos previstos em cada.

Na fase 2, estavam os idosos com mais de 60 anos – mesmo os que não estão em instituições de longa permanência.

Na fase 3, seriam as pessoas comorbidades, como diabetes, obesidade e doenças cardíacas.

Agora, esses e outros grupos continuam contemplados em uma futura etapa da vacinação, mas o escalonamento “para vacinação se dará conforme a disponibilidade das doses de vacina, após liberação pela Anvisa”.

Mais grupos incluídos

Nessa atualização, o plano adicionou os trabalhadores industriais e trabalhadores portuários. Também detalhou o que chamava apenas de “trabalhadores do transporte coletivo” e “transportadores rodoviários de carga”.

CEARAAGORA

Rádio Cultura dos Inhamuns Ltda.

Av. Moacir Pereira Gondim 333 || Planalto dos Colibris || Telefones/Fax: (88) 3437 – 1346 e 3437 – 1347

Celular (88) 9719 2020 || E-mail: rcultura@usedata.com.br

Desenvolvido pela Auranet hospedagem de sites