Vereadores se dividem e duas chapas devem disputar presidência da câmara municipal de Parambu

Vereadores divididos e duas chapas pré-definidas para disputar a presidência da Câmara Municipal de Parambu. Este foi o resultado da sessão ordinária e dos bastidores que antecederam e sucederam à mesma, na manhã desta segunda feira (20), na Câmara Municipal de Parambu.

Era para ser uma sessão normal, 12 vereadores presentes e apenas 1 ausente. Varias materiais no expediente, mas apenas uma delas daria o tom das discussões e nortearia os rumos diferentes que os doze parlamentares tomariam no final da manhã.

A primeira surpresa do dia foi um projeto de emenda modificativa e inclusiva ao regimento interno da casa, apresentado pela mesa diretora, que garante a reeleição do presidente do legislativo. A matéria foi recebida com revolta e insatisfação por parte dos vereadores da oposição (Zelito Feitosa, Ronaldo Feitosa e Neto Lopes), como também pelo líder da prefeita (Huanderson Feitosa), que nos bastidores tentaram evitar que o objeto fosse à votação, não conseguindo resolveram deixar o plenário. Minutos depois, o vereador Júlio Freitas também deixou o plenário e se juntou aos revoltosos que discutiam na sala da presidência uma estratégia de contra ataque.

Com o clima tenso, enquanto nos bastidores cinco vereadores protestavam por não aceitar a manobra para reeleger o presidente, a sessão foi iniciada com quase uma hora de atraso. No plenário, sete vereadores: Wandenberg Costa, Marcos Alex, Italí Torquato, Vital Feitosa, Dedé Maia, Elton Noronha e Roberto Noronha.

Votada e aprovada pelos sete parlamentares, à emenda modifica uma resolução inclusiva ao regimento interno ainda no ano 2014 que proibia a reeleição no legislativo. Com a modificação, o presidente do parlamento tem um novo instrumento legal, para pleitear sua permanência à frente da presidência por mais dois anos.

111

Terminada a sessão, as discussões continuavam nos bastidores e uma nova surpresa resultaria na criação de uma segunda chapa, também formada por vereadores da base de situação, com o apoio da oposição. Os vereadores Huanderson Feitosa, Júlio Freitas, Zelito, Ronaldo e Neto Lopes, que se opuseram a “emenda de reeleição do presidente”convenceram outros dois vereadores que haviam votado a favor (Roberto e Elton Noronha) a se aliarem aos mesmos para lançar uma segunda chapa de concorrer à presidência da casa, ameaçando a estratégia anterior do atual presidente de continuar no comando.

A composição da chapa seria: Presidente – Roberto Noronha; Vice – Elton Noronha – Vive; 1º secretário – Huanderson Feitosa e 2º secretário – Júlio Freitas. A chapa conta com o apoio de Zelito, Ronaldo e Neto Lopes, ou seja, metade mais um dos vereadores garantiria a eleição do novo arranjo.

Diante do novo fato, o presidente da casa, vereador Wandenberg Costa, viu ameaçado o seu desejo de continuar na presidência por mais dois anos, pois, estrategicamente a chapa que se opõe à sua eleição, conta com os vereadores Júlio Freitas e Roberto Noronha, que possivelmente estariam na sua chapa e lhe dariam apoio.

Segundo o regimento interno, as chapas que desejarem concorrer à presidência do legislativo, devem ser formadas e inscritas 30 dias antes do dia da eleição da nova mesa diretora, marcada para o dia 24 de novembro. Até esta data, muitas surpresas poderão acontecer, forças externas poderão interferir na disputa pelo comando do legislativo mirim e o cenário poderá ser alterado, inclusive nas próximas horas.

Fonte: Abrão Barros

Rádio Cultura dos Inhamuns Ltda.

Av. Moacir Pereira Gondim 333 || Planalto dos Colibris || Telefones/Fax: (88) 3437 – 1346 e 3437 – 1347

Celular (88) 9719 2020 || E-mail: rcultura@usedata.com.br

Desenvolvido pela Auranet hospedagem de sites