SRH e SEMACE realizam audiência pública para discutir construção da Barragem Jucás em Parambu

A Secretaria Estadual de Recursos Hídricos – SRH, conjuntamente com a Superintendência Estadual do Meio Ambiente – SEMACE, órgãos do Governo do Estado do Ceará, realizaram na manhã desta terça feira, 19, na localidade de João da Costa, zona rural do município de Parambu, uma Audiência Publica, para discutir com a população, a implantação da Barragem Jucá, no Distrito de Cococi nesse município, projeto que será executado por meio de convênio do Governo do Estado com o Governo Federal.

Na ocasião, técnicos da Semace e de uma empresa de consultoria contratada pelo Governo, apresentaram uma síntese do estudo realizado na área, que mostra os impactos ambientais e econômicos da implantação da adutora, como também apresenta os projetos e ações a serem desenvolvidos antes, durante e depois da implantação da barragem.

Após a apresentação dos estudos, os técnicos ouviram opiniões e sugestões dos presentes que destacaram a importância do empreendimento para o município, debateram os impactos e a preservação da fauna e da flora e sugeririam a implantação de outros projetos a partir da implantação da barragem.

A barragem

O açude será formado pelo barramento do riacho homônimo (Rio Jucás), apresentando sua bacia hidráulica integralmente inclusa no território do município de Parambu, onde fechará o boqueirão existente na localidade de Veados, aproximadamente 10,8 km da sede do distrito de Cococi. A implantação da barragem ocupará área de 823,1ha, e terá capacidade para acumular 31.800.000,00m³ (trinta e um milhões e oitocentos mil metros cúbicos) de água.

Fonte dos Recursos

A obra já está licitada pelo Governo do Estado, ao valor global de pouco mais de R$ 30.000.000,00 (trinta milhões) de reais, oriundo de convenio do Governo Estadual e Federal, através do Ministério da Integração Nacional. Segundo Luiz Carlos Mota da Secretaria Estadual de Recursos Hídricos – SRH, o Governador Camilo Santana está empenhado em trazer o grande empreendimento para Parambu e aguarda apenas a conclusão das etapas burocráticas de licenças ambientais e liberação dos recursos por parte da Caixa Econômica Federal para dar ordem de serviço para que as obras sejam iniciadas.

Adutora também será construída

Após a implantação da Barragem Jucá, o Governo do Estado, com licitação já realizada, colocará em execução o projeto de construção de uma adutora com extensão de 39,55km entre o açude e a sede do município de Parambu, com o objetivo de sanar os problemas de abastecimento da cidade. A adutora tem dotação orçamentária de R$ 8.208.813,85(oito milhões, duzentos e oito mil, oitocentos e treze reais e oitenta e cinco centavos, tendo como fonte dos recursos o Tesouro Estadual.

Padre Márcio participou da audiência

Convidado pelo Governo do Estado, o Padre Márcio Claudi participou da audiência e também fez o uso da palavra. O líder religioso que tem desenvolvido no município, projetos sociais de natureza hídrica, como perfuração de poços e fornecimento de água, falou da necessidade e importância de construção do açude, que segundo o mesmo, beneficiará uma região tão seca e castigada pela escassez hídrica. O religioso também sugeriu e defendeu, que a partir da construção do açude, seja desenvolvido projetos de irrigação para favorecer a agricultura familiar da região e construção de adutoras para levar água para comunidades do entorno.

Quando se encontrou com o Governador Camilo Santana e em outras ocasiões em que esteve na Secretaria Estadual de Recursos Hidricos, o religioso levou uma série de demandas para o Governo, entre as quais, pedido de perfuração de poços e agilidade no projeto de construção da Barragem Jucás.

Importância da obra

De acordo com a consultoria ambiental responsável pelo projeto, a barragem servirá para múltiplos usos, com destaque para o reforço no suprimento hídrico da sede do município de Parambu, além da perenização do vale do riacho Jucá à jusante do barramento e o desenvolvimento da pesca no lago a ser formado.

De forma complementar, a represa também terá com objetivo o abastecimento da população ribeirinha de jusante, a dessedentação animal e a irrigação difusa, bem como o desenvolvimento da recreação e lazer no reservatório, como fontes de benefícios adicionais para a região.

Prazos

Os prazos de inicio e conclusão das obras só passam a ser contados, a partir da assinatura da ordem de serviço por parte do Governo do Estado. A barragem tem prazo de 13 meses para ser implantada e a adutora 18 meses para ser concluíd

Fonte: Abraão Barros

Rádio Cultura dos Inhamuns Ltda.

Av. Moacir Pereira Gondim 333 || Planalto dos Colibris || Telefones/Fax: (88) 3437 – 1346 e 3437 – 1347

Celular (88) 9719 2020 || E-mail: rcultura@usedata.com.br

Desenvolvido pela Auranet hospedagem de sites