Quem deixar de fazer a prova de vida em junho terá bloqueio de benefícios

Os beneficiários da previdência social que precisam realizar a prova de vida devem ficar atentos porque, a partir do mês de junho, o INSS volta com a exigência e quem deixar de atualizar os dados e informações pessoais corre o risco de ter o pagamento suspenso.

A prova de vida, que estava suspensa desde o mês de março de 2020 em função da pandemia da Covid-19, pode ser feita nas agências onde o segurado recebe o benefício por meio digital, com biometria facial e nos aplicativos “Meu INSS” e “Meu gov.br.

Tanto aposentados quanto pensionistas, ao serem chamados para a prova de vida, não podem descumprir a orientação.

De acordo com a portaria publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira, os bloqueios serão retomados a partir da competência de maio de 2021.

“A rotina citada abrangerá, na competência maio de 2021, os benefícios em que não houve a realização da comprovação de vida por nenhum canal disponibilizado para tal procedimento, sendo estes selecionados para integrar o primeiro lote do processo de comprovação de vida por biometria facial”, destaca a portaria.

CEARAAGORA

Rádio Cultura dos Inhamuns Ltda.

Av. Moacir Pereira Gondim 333 || Planalto dos Colibris || Telefones/Fax: (88) 3437 – 1346 e 3437 – 1347

Celular (88) 9719 2020 || E-mail: rcultura@usedata.com.br

Desenvolvido pela Auranet hospedagem de sites