Primeiro lockdown no Ceará reduziu em 26% mortalidade por Covid-19, diz estudo

Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de São Paulo  aponta que o lockdown aplicado pelo Governo do Ceará durante a primeira onda do coronavírus no estado reduziu a mortalidade por Covid-19 em 26%. Ou seja, se não tivessem sido aplicadas as medidas de restrição social naquele momento, o número de óbitos poderia ser bastante superior entre março e junho de 2020. A pesquisa “The Impact of Legislation on Covid-19 Mortality in a Brazilian Federative Unit was Mediated by Social Isolation” (O impacto da legislação sobre a mortalidade por Covid-19 em uma unidade federativa do Brasil foi mediada pelo isolamento social) ainda é um preprint, ou seja, não foi revisada por outros cientistas e espera aprovação para publicação.

O estudo analisou os decretos publicados pelo governo estadual até o dia 30 de junho de 2020, considerando os seus efeitos na taxa de isolamento social — estimada por sinais de celular — e as consequências deste isolamento na taxa de mortalidade da doença. A epidemiologia avalia que as mortes por Covid-19 ocorrem, em média, três semanas após as infecções. Por isso, este período foi considerado para avaliar os efeitos dos decretos, considerando as datas das infecções conforme dados do Ministério da Saúde.

CEARAAGORA

Rádio Cultura dos Inhamuns Ltda.

Av. Moacir Pereira Gondim 333 || Planalto dos Colibris || Telefones/Fax: (88) 3437 – 1346 e 3437 – 1347

Celular (88) 9719 2020 || E-mail: rcultura@usedata.com.br

Desenvolvido pela Auranet hospedagem de sites