Brasil faz sua melhor partida, vence Peru e chega à final da ‘rejeitada’ Copa América

Após cinco jogos sem um time titular definido, o Brasil fez nesta segunda-feira (5) sua melhor partida, venceu o Peru por 1 a 0 e conquistou uma vaga na final da “rejeitada” Copa América, competição da qual os jogadores brasileiros inicialmente se queixaram em participar.

A seleção vai tentar defender o título conquistado na última edição (2019) e ser campeão pela décima vez da Copa América no sábado (10), no Maracanã, contra o vencedor de Argentina e Colômbia, que se enfrentam nesta terça-feira (6).

 

LEIA MAIS

Camisa 24 da Seleção Brasileira
JOGADA

APÓS PEDIDO DA JUSTIÇA, CBF DEVE EXPLICAR AUSÊNCIA DE NÚMERO 24 NA SELEÇÃO BRASILEIRA MASCULINA

Taça da Copa América dentro de estádio de futebol
JOGADA

CONMEBOL DIVULGA REDUÇÃO DE CASOS DE COVID-19 NA COPA AMÉRICA

JOGADA

EMPRESAS DESISTEM DE EXPOR MARCA NA COPA AMÉRICA; ENTENDA

 

A vitória brasileira sobre o Peru no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, foi selada com gol do meia Lucas Paquetá no primeiro tempo.

Fazendo testes ao longo de todo o torneio, o técnico Tite optou por escalar Paquetá desde o início para fazer companhia a Neymar na criação das jogadas.

Ainda que com um placar menor do que tem os que tem aplicado aos rivais peruanos –nas última duas partidas contra o Peru, o Brasil marcou 4 gols em cada uma–, a escalação resultou num dos melhores desempenhos da seleção no campeonato, com muitas chances de gol criadas na primeira etapa.

COMO FOI O JOGO

No segundo tempo, a equipe suportou bem os ataques peruanos e conseguiu sair da defesa com mais facilidade e controlou a partida.

O primeiro gol saiu justamente de um passe de Neymar para Paquetá chutar de dentro da área, aos 34 minutos. Antes, o meia já havia dado bom toque para Richarlison, que serviu o atacante do PSG para chutar para fora.

O goleiro peruano Callese fez duas boas defesas consecutivas em chutes de Neymar e Richarlison. O volante Casemiro fez duas boas tentativas de fora da área.

Ao mesmo tempo em que conseguiu criar boas jogadas, a equipe de Tite manteve sua marca com uma defesa segura sem sofrer susto. A equipe sofreu apenas dois gols nos últimos dez jogos.

No segundo tempo, o Peru pressionou no ataque nos primeiro 15 minutos, mas não conseguiu empatar.
O Brasil chega à final de uma competição cujo início foi marcado por um manifesto dos atletas brasileiros contrários à sua realização.

COPA AMÉRICA

Esta edição da Copa América estava marcada para ocorrer na Argentina e na Colômbia, mas os países cancelaram a realização do evento em razão da pandemia e de protestos, respectivamente. O governo Jair Bolsonaro aceitou sediar a competição em cima da hora.

A movimentação que começou com uma expectativa de mobilização dos jogadores para criticar a aceitação do governo brasileiro em receber o evento em meio à pandemia terminou num manifesto pouco político.

“Por diversas razões, sejam elas humanitárias ou de cunho profissional, estamos insatisfeitos com a condução da Copa América pela Conmebol, fosse ela sediada tardiamente no Chile ou mesmo no Brasil”, afirmava o manifesto dos jogadores no início da competição.

DN

Rádio Cultura dos Inhamuns Ltda.

Av. Moacir Pereira Gondim 333 || Planalto dos Colibris || Telefones/Fax: (88) 3437 – 1346 e 3437 – 1347

Celular (88) 9719 2020 || E-mail: rcultura@usedata.com.br

Desenvolvido pela Auranet hospedagem de sites