Bandeira tarifária mais cara nas contas de energia será dispensada para 720 mil cearenses

A bandeira de escassez hídrica, criada e anunciada na última semana pela Agência Nacional de Energia Elétrica, não será aplicada a 752 mil cearenses. Isso porque a tarifa social de energia elétrica é destinada a clientes em situação de vulnerabilidade que estejam inseridos no CadÚnico e que tenham renda familiar por pessoa de até meio salário mínimo por mês. O n[umero de pessoas isentas é baseado em dados da Enel.  Também tem direito à tarifa social as pessoas que recebem o BPC Loas.

A tarifa social pode ser requisitada por cidadãos inscritos no CadÚnico com renda mensal de até três salários mínimos que tenham, na família, pessoas com doenças ou deficiências cujo tratamento médico depende de equipamentos que demandem consumo de energia elétrica.

A solicitação da tarifa deve ser feita diretamente à Enel. É necessário informar: Nome, CPF, carteira de identidade ou outro documento oficial de identificação com foto. No caso das famílias que tenham pessoas doentes ou deficientes em tratamento com equipamentos que demandem uso de energia elétrica, é necessário apresentar laudo médico comprovando a situação.

CEARAAGORA

Rádio Cultura dos Inhamuns Ltda.

Av. Moacir Pereira Gondim 333 || Planalto dos Colibris || Telefones/Fax: (88) 3437 – 1346 e 3437 – 1347

Celular (88) 9719 2020 || E-mail: rcultura@usedata.com.br

Desenvolvido pela Auranet hospedagem de sites