PEC aprovada no Senado trará equidade e dignidade salarial aos profissionais da saúde, prevê Coren-CE

A Proposta de Emenda à Constituição aprovada nesta quinta-feira, 2, no plenário do Senado, que inclui o piso salarial para enfermeiros, técnicos em enfermagem, auxiliares e parteiras, à Carta Magna do Brasil repercutiu de forma positiva.

No Ceará, que tem cerca de 93 mil profissionais atuando na área, a PEC Nº 11 trará um alento para os trabalhadores da saúde que atuam nos 184 municípios cearenses e que atualmente, tem o salário bem abaixo do estipulado pelas propostas aprovadas no último dia 4 de maio na Câmara dos Deputados: R$ 4.750 para os enfermeiros, R$ 3.325 para os técnicos em enfermagem e R$ 2.375 para de parteiras e auxiliares, valor a ser pago nacionalmente pelos serviços de saúde públicos e privados.

Para o Conselho Regional de Enfermagem (COREN-CE), a aprovação da PEC representa a conquista de uma luta histórica da categoria, dando constitucionalidade ao Projeto de Lei 2.564/2020 já aprovado anteriormente pelo Congresso Nacional e trará equidade e dignidade salarial aos profissionais do Ceará, já que atualmente há uma disparidade, pois enquanto uns ganham acima do piso, outros ganham bem abaixo, próximo a um salário mínimo.

CEARAAGORA

Rádio Cultura dos Inhamuns Ltda.

Av. Moacir Pereira Gondim 333 || Planalto dos Colibris || Telefones/Fax: (88) 3437 – 1346 e 3437 – 1347

Celular (88) 9719 2020 || E-mail: rcultura@usedata.com.br

Desenvolvido pela Auranet hospedagem de sites